Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Extensão
Início do conteúdo da página

Extensão

publicado 13/04/2021 22h49 | última modificação 01/06/2021 14h31

EDITAL PROEXT DE FLUXO CONTÍNUO DE EXTENSÃO E EMPRESAS JUNIORES 2021

_______________________________________________________________________________________________________________________

 

 

 

 

 

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA), por meio da Pró-Reitoria de Extensão, divulgou o Edital de Fluxo Contínuo Nº 001/2021-PROEXT/IFMA, para registro, apoio financeiro, monitoramento, certificação de ações de extensão; fomento à criação ou regulamentação de empresas juniores; cooperativas-escola (2021); e registro e certificação de ações de extensão (2008-2015). O período de vigência do edital é de 30 de abril de 2021 a 31 de março de 2022. O período de submissão de propostas via SUAP vai até 30 de setembro de 2021, para projetos com solicitação de recursos, e 30 de novembro de 2021, para projetos sem solicitação de recursos.

[Confira o Edital de Fluxo Contínuo da PROEXT]

Poderão ser proponentes quaisquer servidores ativos, inativos e contratados pertencentes aos quadros do IFMA que não tenham pendências de relatório final e/ou de prestação de contas com a PROEXT ou setor correlato no campus em editais anteriores ou pendências em quaisquer outras ações de extensão. A participação de estudantes na equipe executora é obrigatória, como bolsistas ou voluntários, exceto nos casos dos campi que ainda não possuam estudantes regularmente matriculados. As propostas deverão ser submetidas no módulo extensão do SUAP a partir do preenchimento do “Formulário de Submissão Eletrônica”.

Quanto aos recursos financeiros para fomento à ações de extensão, o valor das bolsas é de R$ 260,00, para estudantes de nível médio, e R$ 400,00, para estudantes de nível superior. Serão financiados, desde que compatíveis com o objetivo do presente Edital e devidamente justificados, material de consumo, prestação de serviços de terceiros e bolsas a servidores docentes ativos e colaboradores externos. Já quanto às empresas juniores e cooperativas-escolas, estão disponíveis até 4 mil reais para criação e até 2 mil reais para regularização.

Confira no edital todos os documentos exigidos e todos os detalhes acessando a página.

Lançamento do Edital 30/04/2021

Submissão de Proposta no SUAP (Com solicitação de recursos)  30/04/2021 a 30/09/2021

Submissão de Proposta no SUAP (Sem solicitação de recursos) 30/04/2021 a 30/11/2021

Período de vigência deste edital é de 30/04/2021 a 30/09/2021

Estatuto do IFMA, Resolução CONSUP/IFMA nº120 de 24 de outubro de 2016;

Política de Programas e Projetos do IFMA, Resolução CONSUP/IFMA nº 47 de 18 de setembro de 2015;

Política de Empreendedorismo, Resolução CONSUP/IFMA nº 123 de 12 de dezembro de 2016, FASCÍCULO I – EMPRESAS JUNIORES;

Política de Empreendedorismo, Resolução CONSUP/IFMA nº 5, de 28 de fevereiro de 2019, FASCÍCULO II – COOPERATIVAS-ESCOLAS;

Portaria SETEC/MEC nº 58 de 21 de novembro de 201, que regulamenta a concessão de bolsas para Institutos Federais;

Resoluções CONSUP/IFMA nº 113, de 26 de junho de 2017 (Resolução que dispõe dos valores de auxílios financeiros concedidos pelos Programas de Assistência ao Educando do IFMA) Estudantil, nº 114, de 26 de junho de 2017 (Resolução que dispõe da Política de Assistência ao Educando do IFMA);

Portaria n° 1.692, de 26 de abril de 2021, que trata do desenvolvimento das atividades de extensão no período da pandemia do COV I D-19.

  1. Poderão ser proponentes quaisquer servidores ativos pertencentes aos quadros do IFMA que não tenham pendências de relatório final e/ou de prestação de contas com a PROEXT ou setor correlato do Campus em editais anteriores ou pendências em quaisquer outras ações de extensão.
  2. No caso dos servidores substitutos ou em cooperação técnica, comprovar, por mio de declaração do setor de gestão de pessoas (ANEXO IX), que o período de contrato ou cooperação é superior ao prazo de conclusão das atividades propostas.
  3. A participação de estudantes na equipe executora é obrigatória, como bolsistas ou voluntários.
  4. As propostas de criação ou regularização de Empresa Júnior e Cooperativa-Escola deverão estar de acordo com as normativas vigentes. (2- Política de Programas e Projetos do IFMA, Resolução CONSUP/IFMA nº 47 de 18 de setembro de 2015; 3- Política de Empreendedorismo, Resolução CONSUP/IFMA nº 123 de 12 de dezembro de 2016, FASCÍCULO I – EMPRESAS JUNIORES; 4- Política de Empreendedorismo, Resolução CONSUP/IFMA nº 5, de 28 de fevereiro de 2019, FASCÍCULO II – COOPERATIVAS-ESCOLAS;

1 PASSO

Encaminhamento de documentos eletrônicos ao DERI do Campus.

O proponente deverá encaminhar ao email do DERI (deri.timon@ifma.edu.br), os seguintes documentos:

  1. Ofício (Gerado no SUAP – Aba DOCUMENTO ELETRÔNICO)
  2. Arquivo digital da proposta (SUAP – Aba VISUALIZAR/IMPRESSÃO COMPLETA)

_________________________________________________________________________________________________________________

2 PASSO

Abertura de processo eletrônico pelo DERI

                O DERI vai abrir o processo eletrônico da proposta e encaminhará o um email ao proponente com o número do protocolo.

_________________________________________________________________________________________________________________

3 PASSO

Inclusão dos dados do projeto no SUAP

                O proponente após o recebimento do número de protocolo poderá começar a inclusão da proposta no SUAP.

_________________________________________________________________________________________________________________

4 PASSO

Pré- seleção pelo DERI

Após o cadastro da proposta pelo proponente no SUAP, o DERI analisará se a proposta está em conformidade com o edital e poderá na fase de pré-seleção solicitar adequações diversas para que a tramitação da proposta possa ser mais celere para a próxima etapa.

_________________________________________________________________________________________________________________

5 PASSO

Seleção pela CAPPE/LOCAL

Após a fase de Pré-seleção, o DERI encaminhará a proposta para a avaliação da CAPPE (Comissão constituída para a finalidade de avaliação de projetos de Extensão).

_________________________________________________________________________________________________________________

6 PASSO

Resultado

O mesmo ficará disponível no SUAP após o procedimento de avaliação ser registrado no sistema.

_________________________________________________________________________________________________________________

7 PASSO

Interposição de Recurso

O proponente terá 02 (dois) dias úteis a contar da disponibilização do resultado no SUAP (após esse prazo, as propostas permanecerão com os resultados registrados pela CAPPE)

_________________________________________________________________________________________________________________

8 PASSO

Tramitação processual

Após a disponibilização do Resultado, o processo eletrônico referente à submissão da proposta tramitará pelo DERI, DIRETORIA DE ENSINO, DIRETORIA DE ADMINSTRAÇÃO E DIRETORIA GERAL)

OBS: Quando houver solicitação de recurso da PROEXT, o mesmo deverá ser encaminhado para a (PROEXT E PROAD)

_________________________________________________________________________________________________________________

9 PASSO

Execução dos Projetos

Poderá ocorrer a partir do parecer final do processo até 31/03/2022

_________________________________________________________________________________________________________________

10 PASSO

Monitoramento do projeto

Ocorrerá durante toda execução do mesmo e será realizada pelo DERI

_________________________________________________________________________________________________________________

11 PASSO

Conclusão das propostas no SUAP

A proposta deverá ser concluída no SUAP pelo coordenador até 30 dias após o fim da execução do projeto e validade pelo chefe do DERI.

Em caso de propostas com recursos financeiros, a prestação de contas deverá estar de acordo com o Item 15 do edital de Fluxo Contínuo.

Tutorial Criação de Documentos Eletrônicos no SUAP

Tutorial de Abertura de processos eletrônicos

_________________________________________________________________________________________________________________________________

Os projetos de extensão devem ser cadastrados por meio do Sistema Unificado de Administração Pública (SUAP), adotado pelo Instituto Federal do Maranhão (IFMA). Também é preciso registrar na plataforma a execução das atividades nas diversas etapas do projeto, além de realizar sua pré-avaliação, avaliação e monitoramento.

Clique aqui para acessar o Manual de Submissão de Projetos de Extensão.

Em Construção

Em Construção

 

__________________________________________________________________________________________________________________________________

Estágio

Lei de Estágio

publicado 01/06/2015 16h54 | última modificação 15/06/2015 19h04

A Lei nº 11.788 / 2008 dispõe sobre o estágio de estudantes e altera a redação do art. 428 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de lo de maio de 1943, e a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

Acesse aqui a Lei de Estágio.

Para ter acesso às vagas de estágio disponíveis aos alunos do IFMA, entre em contato com os Departamentos de Extensão, Relações Institucionais e/ou Estágio dos campi (veja a lista aqui).


Dúvidas Frequentes

O que é estágio?

Quais são as modalidades de estágio?

Quem pode fazer estágio?

O que é o Programa Jovem Aprendiz?

Oportunidade de Estágio

Egressos

Cadastre Seu Currículo

Quer fazer parte de um banco de dados de currículos e acelerar sua oportunidade de emprego? É importante que você se cadastre no site do Trabalha Brasil, serviço gratuito que atua como um classificado de vagas de emprego em todo o Brasil. A alimentação desse banco de dados também possibilita que o Instituto Federal do Maranhão (IFMA) obtenha informações sobre a situação de seus alunos egressos.

Faca seu cadastro no Trabalha Brasil aqui.

Manual de Submissão de Projeto de Extensão

Os projetos de extensão devem ser cadastrados por meio do Sistema Unificado de Administração Pública (SUAP), adotado pelo Instituto Federal do Maranhão (IFMA). Também é preciso registrar na plataforma a execução das atividades nas diversas etapas do projeto, além de realizar sua pré-avaliação, avaliação e monitoramento.

Clique aqui para acessar o Manual de Submissão de Projetos de Extensão.

Regulamento e Legislação de Extensão e Estágios

Legislação Nacional

Art. 207, da Constituição Federal de 1988 – Define a autonomia didática – pedagógica – científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial das Instituições de Ensino Superior.

Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996) – O artigo 43 da LDB estabelece o princípio de indissociabilidade entre Ensino, Pesquisa e Extensão, que aponta como norteador dos fins da Educação Superior nas IES, as ações extensionistas que estimulam o conhecimento social local, regional e nacional sob reciprocidade com o mundo acadêmico, científico e tecnológico.

Plano Nacional de Educação (Lei nº 10.172, de 09 de janeiro de 2001) – Apoia as ações de extensão como parte integrante da Formação Acadêmicas das IES.

Lei de Inovação (Lei nº 10.973, de 2 de dezembro de 2004) – Dispõe sobre incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo e dá outras providências.

Lei de Propriedade Intelectual (Lei nº 9.279 de 14 de maio de 1996) – Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial.

Lei do estágio (Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008) – Dispõe sobre o estágio de estudantes; altera a redação do art. 428 da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de lo de maio de 1943, e a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

Lei nº 10.097, de 19 de dezembro de 2000 – Altera dispositivos da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943.

Decreto nº 7.416, de 30 de dezembro de 2010 – Regulamenta os Art. 10 e 12 da Lei nº12.155 de dezembro de 2009, que determina a concessão de bolsas para desenvolvimento de atividades de ensino e extensão universitária.

Portaria MTE Nº 2.185, de 05 de novembro de 2009 – Disciplina a oferta de cursos de aprendizagem profissional em nível de técnico de ensino.

Portaria nº58 de 21 de novembro de 2014 – Regulamenta a concessão de bolsas de pesquisa, desenvolvimento, inovação e intercâmbio dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia.

 

Resoluções e documentos do IFMA

Plano de Desenvolvimento Institucional  do IFMA 2014-2018 – Sistematiza o planejamento dos compromissos institucionais que devem nortear a prática educativa na Instituição.

Resolução N° 49/2007 – Aprova o regulamento da Disciplina Estágio Curricular dos Cursos Técnicos e dos Cursos Superiores de Graduação.

Resolução Nº 47, de 18 de setembro de 2015 – Dispõe sobre a política de programas e projetos de extensão  do IFMA.

Resolução Nº 123, de 12 de dezembro de 2016 – Dispõe acerca da criação da Política de Empreendedorismo – Fascículo I – do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão.

Resolução Nº 005, de 28 de fevereiro de 2019 – Dispõe acerca da criação da Política de Empreendedorismo – Fascículo II Cooperativa Escola do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão.

Resolução Nº 42, de 26 de abril de 2016 – Aprova a Política de Estágio e Egresso do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão.

Estágio curricular obrigatório do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas

Em todas as disciplinas de estágio (Estágio Supervisionado I, Estágio Supervisionado II e Estágio Supervionado III), os estagiários deverão:

  1. Preencher um formulário eletrônico disponibilizado pelo DERI e/ou professoras de estágio. (OBS: Nesse documento deverá ser anexado o Plano de Estágio e o Termo de Compromisso do estagiário.)
  2. Ao término do estágio, os estagiários deverão encaminhar o relatório final em PDF para o e-mail: deri.timon@ifma.edu.br (OBS: a ficha de frequência do estagiário, as fichas de avaliação do supervisor e orientador e o termo de realização de estágio deverão ser anexados ao relatório final)

OBS: todos os documentos deverão ter anuência da professora da disciplina de estágio antes do envio.

 

Ficha de Frequência do Estagiário

Plano de Estágio

Fichas de avaliação do supervisor e orientador

Modelo de relatório final 

Termo de realização de estágio

Termo de compromisso de estágio

Registro de carga horária das observações e regência

Comissão de Avaliação de Projetos de Extensão -CAPPE

Fim do conteúdo da página